Guia de 10 etapas para salas de aula para Necessidades Educativas Especiais

A inclusão é um tópico global crescente. A criação de ambientes adequados para alunos com necessidades adicionais de aprendizagem ou Necessidades Educativas Especiais (NEE) agora requer mais atenção.

Research/Case studies Education

Download the 10 step guide to classrooms for Special Education Needs

De uma perspectiva acústica, existem muitos ouvintes sensíveis que precisam de um bom ambiente de som:

       • perda auditiva profunda
       • perda auditiva temporária
       • falantes não nativos
       • alunos com TDAH e autistas

No Reino Unido, um novo padrão de sala de aula com Necessidades Educativas Especiais está sendo implementado. E, como conseguir isso? A resposta é uma abordagem de orientação de 10 etapas para o design acústico de uma sala de aula para NEE criada pelo consultor acústico britânico Adrian James. Leia sobre ele abaixo ou baixe o infográfico (pdf)

 

10 etapas
para salas de aula com Necessidades Educativas Especiais

 


 

Step 1Mantenha o tamanho da sala reduzido. A reverberação aumenta naturalmente com o volume da sala, portanto, salas grandes precisam de mais tratamento acústico. Geralmente, crianças com necessidades especiais devem ser ensinadas em turmas menores de qualquer maneira.

Step 2Mantenha a altura do forro baixa, pelo mesmo motivo acima. A situação fica mais difícil em salas com mais de 2,4 metros.

Step 3Use apenas acabamentos de absorção “Classe A” - estes são os mais eficientes e, portanto, reduzem os ruídos necessários. No entanto, o padrão NEE também controla o tempo de reverberação de baixa frequência (graves), portanto, também será necessária alguma absorção de graves (mais informações na etapa 5).

Step 4Se possível, use paredes forradas a seco, pois fornecem uma boa absorção de graves sem nenhum custo extra. O novo padrão também permite incluir os efeitos de móveis e acessórios.

Step 5Uma placa de forro suspensa convencional “Classe A” é mais eficiente e fornece alguma absorção de graves, especialmente se você usar “amortecedores de grave” próprios no topo das placas.

Step 6Considere usar baffles ou ilhas acústicas caso não possa ter um forro suspenso. Eles são muito eficientes porque ambos os lados absorvem, mas não são ideais em baixas frequências.

Step 7 Use painéis de parede. Independentemente do tipo de forro, é quase certo que você precisará de alguns painéis de parede acusticamente absorventes também. Pelo menos alguns deles devem estar na altura das orelhas, então devem ser robustos.

Step 8Identifique se as salas de aula têm demandas especiais em relação à economia de energia, ou seja, Sistemas de Construção Ativados Termicamente (TABS) desenvolvidos especificamente para salas de aula que atingem o padrão NEE são difíceis e caros - mas não é algo impossível.

Step 9Use um software de acústica 3D para o design! Os cálculos convencionais do tempo de reverberação “Sabine” não são confiáveis para esse tipo de sala.

Step 10Inclua um consultor acústico! Conclui-se que você precisa de consultores em acústica com experiência nesse tipo de design. Inclua-os desde o início para orientar sobre as formas e tamanhos das salas e certifique-se de que eles testem e comissionem as salas concluídas para que possamos descobrir a eficácia dos diferentes designs na prática.

 

Download do Infográfico